Reviews

REVIEW – Assassin’s Creed: Rebellion

Desenvolvedora: Ubisoft
Publicadora: Ubisoft
Plataformas: iOS, Android
Versão analisada: Android

Quando a Ubisoft volta a lançar jogos da franquia Assassin’s Creed, ela nunca consegue parar só em um! Por isso, Assassin’s Creed Rebellion chega para os smartphones para trazer um pouco da franquia de volta à vida dos fãs antes de poderem colocar as mãos no vindouro Assassin’s Creed Origins.

Assassin’s Creed Rebellion é a mais recente aposta da Ubisoft no mercado mobile que traz um jogo do universo de Assassin’s Creed que à primeira vista pode até parecer algo muito semelhante ao Fallout Shelter, jogo da Bethesda já lançado para o mercado mobile e PC. Porém, não se deixe enganar pelas imagens e sugestões sobre o título sem testá-lo, pois ele é bem diferente.

O game traz uma pegada de RPG de turno junto a um pouquinho do que encontramos em Fallout Shelter, mas bem pouquinho mesmo. Nós conseguimos montar o nosso grupo de Assassinos que vai partir em um dos quatro tipos de missões disponíveis: Story Mission, Standart Mission, Loot Mission e Legacy Mission.

A seguir, segue um pequeno sumário de cada tipo:

  • Story Mission: missão que compreende partes da história e são necessárias para dar continuidade nela e liberar áreas do mapa que possuem leveis mais altos;
  • Legacy Mission: missão que compreende fragmentos de DNA, que liberam novos personagens para se juntar à fraternidade;
  • Standart Mission: missão que compreende páginas de Codex, usadas para evoluir nossos personagens e uma pequena quantidade de Loot, usado para confecção de armaduras ou armas;
  • Loot Mission: missão que compreende grande quantidade de Loot, usado para confecção de armaduras ou armas.

Cada uma dessas missões ficam na área do mapa em que o jogador estiver apenas durante um período de tempo, então ao se esgotar o tempo para realizá-la, perde-se a oportunidade de jogá-la.

Além disso, cada missão conta com um nível, sugestão de classe de personagem que deve estar no seu time da missão e uma quantidade de XP e dinheiro que é garantido ganhar. Lembrando também que dentro de cada missão, existem alguns baús que podem ser abertos para que a receita final da fase seja maior que a garantida por completa-la.

Os personagens do jogo compreendem os assassinos que já vimos na franquia Assassin’s Creed, como Yusuf, Ezio, Niccolo, Shao Jun e até Aguilar, protagonista do filme recém lançado da franquia, além de vários outros.

Cada um dos personagens pertence a uma classe e possui suas habilidades individuais. Como exemplo, podemos citar o Aguilar que pertence à classe Shadow, tendo como habilidades “Adepto do assassino”, “Facas Arremessáveis”, “Treinador Mestre” e “Expert de Corrida-Livre (Parkour)”. Esse conjunto de habilidades é exclusivo de Aguilar e pode ser melhorado sempre que conseguir completar uma sequência de fragmentos de DNA do personagem.

Como classes de personagens, o jogo conta com:

  • Shadow: personagem voltado a assassinatos em cobertura e com habilidades de Parkour;
  • Specialist: personagem voltado a suporte do time durante a missão;
  • Enforcer: personagem tanque que consegue dar mais dano nos inimigos em combate direto como também receber mais dano.

Além das habilidades, todos os personagens contam com atributos como HP, Defesa, Destreza, Ataque, Agilidade e Letalidade, que são levados em consideração durante o decorrer de uma fase. E também habilidades voltadas à manutenção do esconderijo da fraternidade que contam com Crafting, Produção e Aprendizado.

Pra completar, é possível atribuir uma arma, uma armadura e um acessório principal para cada um dos personagens, após ser craftado no esconderijo, para melhorar os atributos principais.

O jogo é muito bem feito e bem pensado, desde as habilidades de cada personagem até cada sala de inimigos que enfrentamos. Mesmo que seja um game mobile mais voltado a passar o tempo do jogador, com certeza vai fazer gastar um tempinho para criar algum tipo de estratégia para aqueles jogadores que vão querer aceitar o desafio de terminar uma fase sem deixar nenhum assassino morrer. Caso algum personagem seu acabe morrendo durante a missão, há uma enfermaria no esconderijo onde os personagens recuperam seu HP.

Para aqueles que não são muito adeptos de jogos mobile, Assassin’s Creed Rebellion não vai gerar muito interesse, mas, se você é do tipo de jogador que sempre gosta de passar um tempinho em um jogo mobile e ainda é fã da franquia Assassin’s Creed, tenho certeza de que vai valer a pena o teste.

Como considerações finais, só queria registrar que é uma pena este jogo não ser pago, pois ele utiliza a mesma estratégia de jogos Free to Play da plataforma mobile que vemos por aí: algumas opções se tornam BEM mais rápidas e você acaba aproveitando mais o jogo se pagar pelas moedas usadas dentro dele. Além disso, ainda faltam vários assassinos marcantes da franquia como os protagonistas Connor, Edward Kenway e até mesmo Altair.